Porque é divertido programar?

Em primeiro lugar vem a satisfação de construir algo que você mesmo projeta. Em segundo, é a sensação que você tem de construir coisas úteis para os outros. Em terceiro vem o fascínio de objetos complexos. Em quarto, a aprendizagem constante de natureza não repetitiva. Finalmente, a delícia de trabalhar em um meio tão maleável, levemente deslocado do pensamento puro e tão capaz de produzir grandes estruturas conceituais.

Contudo, a execução deve ser perfeita. Nesse aspecto o computador se assemelha às mágicas das lendas. Se uma letra ou uma pausa do encanto não estão rigorosamente no formato apropriado, a mágica não dá certo. Seres humanos não estão acostumados a serem perfeitos, e poucas áreas da atividade humana exigem isso. O ajuste ao requisito da perfeição é, penso eu, a parte mais difícil de aprender a programar.

– Síntese de uma reflexão de Brooks em seu livro “O Mítico Homem-Mês” – Ed. Campus

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s